SHS

Soil Health Surrounding former mining areas: characterization, risk analysis, and intervention

Projeto de investigação | NORTE2020

Produção Artística, Processos e Estudos Tecnológicos
  • Referência
  • NORTE-01-045-FEDER 000056
  • Financiamento
  • € 599.112,92
  • Financiamento i2ADS
  • € 38.307,35
  • Período
  • 01.04.2021 — 31.03.2023
  • Site do projeto
  • https://www.fc.up.pt/shs/

Os resíduos resultantes das atividades mineiras da exploração de carvão, Sb-Au e W (N Portugal) depositados em escombreiras, representam uma fonte de poluição nos solos e aquíferos circundantes. A poluição ambiental será avaliada para determinar as medidas de mitigação para recuperar a saúde destes recursos. O impacto sociológico associado à exploração dos recursos geológicos e a perceção dos riscos e perigos para a população serão abordados.

Neste enquadramento, pretende-se efetuar uma caracterização integrada dos resíduos mineiros, dos solos e das águas afetados por estas estruturas mineiras, para identificar os impactos ambientais, e contribuir para a sua mitigação através da avaliação da saúde dos solos e da água. Este estudo integrado, baseado em dados de metodologias avançadas e técnicas petrográficas, geoquímicas, físicas, geofísicas e ambientais permitem a avaliação das alterações que ocorrem nos materiais e solos residuais, fornecendo uma visão dos potenciais impactos ambientais. Por outro lado, os lixiviados destes rejeitados atingem os ecossistemas promovendo efeitos ecotoxicológicos nas espécies e plantas aquáticas onde os compostos biodisponíveis representam stress significativo para estas espécies, assim como a toxicidade do solo afetando o crescimento das plantas, visíveis através dos seus parâmetros morfológicos e da qualidade do pólen. O projeto inclui apenas a “RL1 – Soil health surrounding a former mining area: the case studies of coal, Sb-Au and W mines – A multidisciplinary approach to the effects of the mining activities on the health of the surrounding soils and waters”.

 

Participação i2ADS

A arte providencia um espaço de investigação cujos métodos oferecem uma gama de estratégias discursivas, visuais e sensoriais/sensuais complementares aos regimes da objetividade racional científica. Tendo em conta a temática empregaremos como metodologia de investigação o formato de residência artística. Estas residências coletivas e individuais terão como foco os dois lugares deste Projeto, e funcionarão como incubadoras de novas experiências, onde se forjam relações humanas e conhecimento. Lideradas por investigadores/artistas as residências irão: pensar a saúde dos solos e possíveis implicações de naturezas poética; conhecer, convocar e envolver a comunidade local em atividades educativas e artísticas relacionadas com o foco da investigação; investigar a topologia da mediação dos locais a estudar, especificamente o papel que os media e as suas representações têm na compreensão e invenção do espaço; recolher matérias no local sobre as quais se farão fabulações e reconstituições artísticas coletivas; realizar a reconstrução e atualização artística de tecnologias usadas nos locais e cercanias através de uma arqueologia tecnológica que atuará como uma lente para estudar esses locais específicos.

  • Instituições participantes
    Instituto de Ciências da Terra (ICT), FCUP (Coordenação)
    Centro de Recursos Naturais e Ambiente (CERENA), FEUP
    Centro de Investigação em Química da Universidade do Porto (CIQUP), FCUP
    Instituto de Sociologia da Universidade do Porto (IS-UP), FLUP
    Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade (i2ADS), FBAUP

  • Investigadora responsável
    Deolinda Flores (ICT/FCUP)

  • Coordenadora i2ADS
    Graciela Machado

  • Equipa i2ADS
    Carla Cruz, Domingos Loureiro, Miguel Leal, Susana Soares Pinto
    ver equipa completa

  • Bolseira i2ADS
    Cristiana Macedo