oficina

Como construir uma coexistência mínima com a arte contemporânea através de uma radical aceitação do “não saber”?

Workshop Yucunet com a orientação de Samuel Silva (i2ADS/FBAUP)

  • 4 Outubro 2022
  • Museu da FBAUP

Nos últimos anos tenho trabalhado com várias instituições culturais dentro e fora de Portugal, na formação de educadores, professores e profissionais de serviços educativos para as áreas da mediação entre a arte contemporânea e os seus múltiplos e dinâmicos públicos. Um dos maiores desafios que enfrentei pode-se sintetizar na seguinte pergunta: como criar uma relação mínima com objectos artísticos contemporâneos (e não só), muitos deles altamente abstractos ou herméticos com pessoas sem preparação ou contacto assíduo com a cultura contemporânea?

Este workshop debruça-se sobre esta inquietação de pesquisa e tenta desenvolver algumas hipóteses de trabalho que resultaram de uma decantação metodológica e conceptual realizada ao longo dos sucessivos encontros formativos ou como habitualmente lhes chamo acontecimentos-treino, com diferentes grupos em diversos museus, centros de arte e bibliotecas. Serão apresentados e colocados em prática pelos participantes alguns conceitos-chave, modos de abordagem e ferramentas-jogo que esta investigação tem gerado enquanto laboratório de experimentação contínua.

Duração: 2h
Materiais: papel A3, canetas pretas, fita-cola de papel
Requisitos: Possibilidade de desenvolver o workshop dentro de uma exposição de arte contemporânea.

___
Samuel Silva

Artista Plástico, professor e investigador, vive e trabalha no Porto.
Os seus projetos têm explorado as relações entre a prática artística e o seu contexto social, o envolvimento e participação do público em processos de criação, assim como desenvolvido experiências criativas que problematizam situações intersticiais entre arte e educação.
É Professor Auxiliar na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, doutorado em Educação Artística com a tese “Desenhando-se. Inter-relações entre a experimentação artística e a construção de subjetividades em ambientes de aprendizagem” e mestre em Práticas Artísticas Contemporâneas, sendo ainda membro integrado no Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade (i2ADS) da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Desenvolve investigação nas áreas da educação artística e mediação em espaços culturais, tendo colaborado nos últimos anos com o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, concebendo e coordenando cursos, ações de formação, conversas ou desenvolvendo projetos de índole expositiva.
www.samuel-silva.com