Questionando práticas naturalizadas em Educação Artística a partir de Michel Foucault

RESUMO

Neste artigo coloco algumas contribuições teóricas de Michel Foucault em diálogo com a educação artística. O meu objectivo é perceber como o seu trabalho pode fornecer aos investigadores e educadores em educação artística ferramentas para um engajamento crítico com os seus objectos de estudo e com as suas práticas. A partir de conceitos
e metodologias como a história do presente, as relações de poder-saber e as práticas de subjectivação, procurarei partir para uma análise histórica do discurso em torno do ensino do desenho em Portugal na primeira metade do século XX, como forma de desmontar todo um aparato de saber psico-pedagógico que foi construindo uma certa ideia da criança, que se naturalizou na paisagem educativa.

 

Palavras-chave: educação artística, Michel Foucault, poder-saber, subjectivação, história do presente

Autor(es)
Ano 2014
Tipo Artigo em jornal com revisão por pares
Publicação Derivas - Investigação em Educação Artística | Research in Arts Education, (1)
Páginas 41-61
Editora i2ADS / FBAUP
Local Porto
ISBN / ISSN ISSN: 2183-3524
Idioma Português, Espanhol
Link Ver Link
PDF