Os jogos e as artes: agôn, alea, mimicry e ilinx e os processos de criação artística

Este trabalho apresenta aproximações entre a teoria/filosofia do jogo com os processos e práticas artísticas contemporâneas. iniciamos com a leitura de Huizinga que, no seu texto Homo Ludens, aponta os limites das relações entre jogo e as artes visuais, pois define esta relação com a presença da ação e da performance, mais comuns às artes musicais e cênicas. Roger Caillois, seguidor deste primeiro, trará uma abertura e uma ampliação da relação aqui discutida e categoriza os jogos, para além da paidia e do ludus, em agôn, alea, mimicry e ilinx, tipologia essa que será refletida e relacionada com produções artísticas.

Ano 2012
Tipo Publicação em Actas
Publicação Anais do V Seminário Nacional de Pesquisa em Arte e Cultura Visual
Páginas 685-698
Editora Faculdade de Artes Visuais - Universidade Federal de Goiás - Brasil
Local Goiânia-GO
Ed/Org MONTEIRO, R. H. e ROCHA, C.
ISBN / ISSN 2316-6479
Idioma Português
Link Ver Link