Lugares de decantação e encantamento da arte educação

Este texto equaciona a arte educação como área de aprendizagem onde a educação cultural pode ter em papel de relevo. Considerando o desencantamento actual, a escola está longe de ser o lugar que gostaríamos de ter , mas dentro dela é possível inovar estratégias pedagógicas e criar espaços de aprendizagem individualizada . Tais espaços podem ser espaços de encantamento utilizando a performance artística como pedagogia de resistência e transformação. O texto releva do fazer artístico tendo em conta que as artes oferecem processos únicos de pensar e compreender através de linguagens não-verbais onde o corpo, as sensações e os sentimentos não ficam de fora. Oferecem maneiras holísticas de representar o eu e o outro e de criar novas ideias, representações e narrativas através do fazer artístico. Um fazer que é também pensar e compreender utilizando processos de interrogação criativos. Esse fazer, é essencial e, é através dele que podemos construir aprendizagens.

Finalmente consideram-se os lugares de aprendizagem como cruciais para um ensino de qualidade, reivindicando um sistema educativo que vê as crianças como seres sociais com necessidades individuais, sociais e culturais que se estendem para além das aulas, dentro da família e da comunidade. Termina-se com um exemplo prático de aprendizagem a partir do fazer artístico performativo como procura espiritual e social.


Autor(es)
Ano 2011
Tipo Capítulo de Livro
Publicação Cultura, Arte e Arte/Educação na pós-modernidade/mundo. , 1
Páginas 197-210
Editora Edições CRV
Local Curitiba, Brasil
Ed/Org Costa , Fábio J. R. da
ISBN / ISSN 978-85-8042-193- 4
Idioma Portuguese
Link Ver Link