Entre Identidades e Alteridades: a autoficção na Produção de Art Dolls

RESUMO

As bonecas revelam a tentativa dos indivíduos na representação de si e permeiam o espaço da busca pela materialidade da subjetividade humana. Esta subjetividade é pautada pelas questões de identidade, que passam a ser dissolvidas e fluidas na multiplicidade de ser e do ser contemporâneo. Tendo as Art Dolls como objeto artístico e como fragmento do universo das bonecas, questiona-se de que modo a produção deste artefato pode servir de conteúdo contributivo nos reflexos identitários. Desta forma, recorre-se à autoficção como possibilidade de construção narrativa e expressiva para tais objetos. Sendo uma categoria híbrida entre a autobiografia e a ficção, a autoficção demonstra a complexidade dual do eu e dooutro, da ficção e da realidade, da alteridade e da identidade. Questionadora da realidade dos fatos, anti uma visão histórica e cronológica, transcorre o sujeito em análise de si mesmo a partir da reciprocidade do universo coletivo com o individual. Desde modo, posiciona-se a autoficção como uma forma de prática artística no desenvolvimento de bonecas que espelhem a diversidade de identidades e personagens do self, propondo — para além da experiência estética —, uma experiência narrativa dentro da arte.

Palavras-chave: Identidade, Art Dolls, Autoficção, Narrativa

Autores:
Cynthia Levitan1
Paulo Luís Almeida2

Ano 2017
Tipo Publicação em Actas
Publicação 16º Encontro Internacional de Arte e Tecnologia: #16.ART: Artis intelligentia: IMAGINAR O REAL
Páginas 419-425
Editora i2ADS
Local Porto
ISBN / ISSN ISBN: 978-989-99839-3-9 ISBN eletrónico: 978-989-99839-5-3
PDF