O desenho como linguagem do projecto de design: uma análise através de Vesely and Perez-Gomez.

Propomo-nos analisar o design como derivação da linguagem visual. Para tal usaremos a arte como prática exemplar dessa linguagem. Focalizando a comunicação na passagem do moderno ao contemporâneo. Ou seja, o moderno reflectindo o artístico como derivação simbólica e a arte contemporânea como expressão do sintoma.

Interpretaremos o processo da projectação em design através do desenho, interpretado simultaneamente como utilidade instrumental do projecto (tecnologia) e condição de reflexão disciplinar (arte), procurando responder à questão da importância da compreensão do desenho na prática projectual do design.

Neste contexto, no plano do fazer artístico estão, fundamentalmente, implicadas duas condições: 1. a inclusão do receptor dentro obra que “despreza” o significado produtivo privilegiando o processo; 2. a valorização crítica (semântica) da obra em detrimento da sua realização material (prática).

Considerando o projecto em design como: 1. uma prática cuja linguagem é (pode ser) preferencialmente visual e 2. partindo de um contexto de análise latino e, especificamente português cuja tradição deriva de uma prática de Escola (das  belas-artes, arquitectura incluída), procuraremos analisar em que medida a arte, na sua condição de linguagem visual, influência ou mesmo se imiscui na prática processual do projecto em design.

Para tal consideramos o desenho como disciplina e matéria que serve à objectividade desta proposta de comunicação. Propomos como material de análise desenhos de projecto de designers portugueses contemporâneos de reconhecido mérito nacional e internacional. Material recolhido junto dos próprios autores no âmbito do desenvolvimento de uma investigação acerca da relação entre o desenho e a prática de projecto em design.

Procuraremos atingir a compreensão do objecto de design, como intercâmbio da comunicação global do projecto, através da seguinte pergunta: em que medida o desenho, como mediador da prática projectual do design, condiciona a criação do objecto e consequentemente a sua existência enquanto linguagem do design? Procuraremos responder a esta questão considerando que o desenho, enquanto linguagem que materializa o projecto, é mediador da representação (através da expressão técnica), função classificadora (através do programa) e marca interpretativa da imaginação (através da autoria). Compreender de que forma a contaminação da linguagem do desenho influencia o processo do projecto de design é colocar a questão da relevância do desenho, através da grafia, como garantia da transformação do objecto em valor simbólico acrescentado no contexto espaço-temporal do projecto.

 

Co-autoria: Magalhães, Graça; Pombo, Fátima; Brunetti, Federico.

Autor(es)
Ano 2010
Tipo Publicação em Actas
Publicação Latin Design Process. Proceedings of the 2nd International Forum of Design as a Process.
Editora Universidade de Aveiro
Local Aveiro, Portugal
ISBN / ISSN 978- 972-789-328-7
Idioma English
Link Ver Link