Duchamp: Xadrez, Hipermodernismo e Utopia na arte. A invenção do espectador moderno.

São bem conhecidas as ligações de Marcel Duchamp ao xadrez. Para além de ter sido um exímio xadrezista, Duchamp realizou uma intensa produção artística que teve o jogo de xadrez como tema: quadros, jogos de peças, cartazes, objectos, entre outros. Partindo desta sua profunda ligação ao jogo, bem como de um tipo de abordagem que reflecte sobre tendência do xadrez para a utopia, procurar-se-á mostrar que Duchamp concebeu uma forma de arte que tinha como ideal este jogo, transformando deste modo o xadrez na sua utopia artística.

Ano 2013
Tipo Capítulo de Livro
Publicação Arte & Utopia
Páginas 139-149
Editora Centro de História da Arte e Investigação Artística da Univ.ersidade de Évora; DINÂMIA'CET-IUL, do ISCTE-IUL; Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
Local Lisboa
Ed/Org M. Acciaiuoli, A. D. Rodrigues, M. J. Castro, P. André & P. S. Rodrigues
ISBN / ISSN 978-989-95584-8-9
Idioma Português
Link Ver Link