Do modernismo alegre ao pós-modernismo melancólico: de Paulo de Cantos a Chris Ware e de volta ao princípio.

Ensaio comparando e contextualizando o trabalho do excêntrico tipógrafo modernista português Paulo de Campos com o do autor, escritor e ilustrador americano Chris Ware, e argumentando as razões para a valorização actual de ambos.

Publicado no catálogo da exposição CCC: Collecting Collections and Concepts, comissariada por Paulo Mendes no âmbito do evento Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.

 


Autor(es)
Ano 2012
Tipo Capítulo de Livro, Texto em catálogo
Publicação CCC: Collecting Collections and Concepts
Local Guimarães
Ed/Org Paulo Mendes, Sandra Vieira Jürgens