Do Erotismo Objecto ao Erotismo Força

“Do Erotismo Objecto ao Erotismo Força”, comunicação apresentada no Colóquio Internacional Arte & Erotismo, organizado por Margarida Acciaiuoli e Bruno Marques, (IHA-EAC), na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, nos dias 13 e 14 de Maio de 2011.

Publicado em:

Cayolla Ribeiro, Diniz (2012). Do Erotismo Objecto ao Erotismo Força. In M. Acciaiuoli & B. Marques (Eds.), Arte & Erotismo (pp. 143-155). Lisboa: Instituto de História da Arte / Estudos de Arte Contemporânea.

 

Resumo:

Em história da arte é frequente encontrar-se a ideia de que o primitivismo na arte foi um prolongamento do orientalismo, porquanto os artistas primitivistas apropriaram-se das fotntes “tribais” e usaram-nas nos seus trabalhos, dando desde modo continuidade à exotização da alteridade. Na realidade, não foi isso que aconteceu em geral na pintura e escultura, e muito menos no campo específico do erotismo da arte. Neste texto, a partir da análise de um conjunto seleccionado de trabalhos artísticos, procura-se mostrar que o surgimento do primitivismo na arte no princípio do século XX trouxe uma forma distinta de olhar o corpo feminino, contribuindo deste modo para que os artistas plásticos explorassem o erotismo na arte de um modo radicalmente distinto.

Ano 2012
Tipo Artigo de opinião em jornal, Capítulo de Livro
Publicação Arte & Erotismo
Páginas (pp. 143-155)
Editora Instituto de História da Arte / Estudos de Arte Contemporânea.
Local Lisboa
Ed/Org M. Acciaiuoli & B. Marques
Idioma Português
Link Ver Link