Design e costumização como factores de humanização e valorização do utilizador no desenvolvimento de novos produtos

Característica das sociedades contemporâneas, o processo globalizante contribuiu para a formação de novos contextos que determinam o nosso quotidiano. Numa cultura cada vez mais transversal a aquisição de hábitos e comportamentos é intrinsecamente afectada pelos conceitos de rede que difundiram a perspectiva global, gerando novas relações entre o indivíduo e o seu meio.

O consumismo exacerbado proveniente de processos de massificação da produção e consequente oferta, conjuntamente com a crise identitária sentida, resultaram numa perca de referências que afecta o desenho e produção de artefactos.

O design, enquanto disciplina de reflexão e produção de soluções, deve assumir a responsabilidade em indicar orientações que visem a melhoria de vida das populações. Alguns autores evidenciam a necessidade em redescobrir/reformular um novo paradigma que melhor se adeqúe às necessidades da contemporaneidade.

A humanização de produtos e serviços é encarada como uma forma de fazer frente ao estado de insatisfação instalado, recuperando a génese da razão da existência do próprio objecto: servir as pessoas. O privilégio do utilizador é razão substancial para a implicação de características estruturais na definição dos atributos de serviços e produtos, implicando metodologias adequadas através da co-participação de todos os intervenientes, desde os implicados na concepção, na produção, gestão, …, até ao utilizador final.

No que concerne à produção, a alteração de paradigma implica a adopção de uma nova posição sobre novas formas de realização e execução. A apropriação das evoluções tecnológicas decorrentes das últimas décadas permite a adopção de uma gestão de produção flexível capaz de corresponder à diversidade proveniente das solicitações individuais, não descurando os benefícios da produção massificada. A customização, enquanto estratégia, é entendida como uma nova perspectiva no sentido de melhor relacionar o Homem face aos constrangimentos da contemporaneidade.

Autor(es)
Ano 2012
Tipo Publicação em Actas
Publicação II Conferência Internacional de Integração de Design, Engenharia e Gestão para a inovação
ISBN / ISSN 978-85-61136-81-9