Desenhos maleáveis: explorando o potencial do jogo infantil no processo criativo

Este artigo discute a abordagem de um projeto multimodal, onde se exploram o potencial do jogo, do ato performativo e da memória incorporada no processo do desenho. Expõe-se o enquadramento teórico e experimental que esteve na sua origem, e discutem-se alguns resultados preliminares. Neste projeto, o jogo, na dupla acepção de divertimento e de competição do artista consigo próprio, está relacionado com materiais, gestos, e comportamentos atualizados por uma memória processual e autobiográfica (Foster, 2011). O papel desta memória é investigado, experimentalmente, através da criação de desenhos baseados em comportamentos restaurados (Schechner, 1985), isto é, processos compostos por fragmentos de outros processos, de diversas proveniências. Analisam-se os parâmetros que, genericamente, definem o processo de desenho como um jogo, tais como uma particular organização do tempo, um valor especial atribuído aos objetos, improdutividade no que se refere aos resultados, regras e a utilização de espaços particulares. Exploram-se as interferências e as proximidades entre os processos do desenho e os processos do jogo a partir dos estudos de Schechner (1985) e Huizinga (1980), a partir da tipologia proposta por Roger Caillois (1990) como agônalea, mimicryilinx (competição, acaso, mímica e vertigem), tendo como ponto de partida um conjunto de desenhos interativos, feitos em diferentes tecidos, denominados maleáveis,. As linhas e estruturas que compõem os desenhos maleáveis são propostas dentro de uma esfera performativa, um jogo aberto e sem regras: pensados como alea (uma atividade livre e incerta, onde a dúvida acerca do resultado deve permanecer até o fim) e comoagôn (uma disputa entre o sujeito e o objeto artístico). Os jogadores são convidados à experimentação sobre os limites e possibilidades do desenho no seu próprio corpo ou em suas relações com o espaço. Dessa forma, quem os manipula está num momento de desenho, percebido numa experiência incorporada.

Ano 2014
Tipo Publicação em Actas
Publicação Drawing in the University Today
Páginas 455-464
Editora i2ADS - Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade - Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto
Local Porto
Ed/Org Paulo L. Almeida, Miguel B. Duarte, José T. Barbosa
ISBN / ISSN 978-989-97856-6-3
Idioma Português; Inglês
Link Ver Link