De re rustica

tipo: romance

«amálgama de lama, humanidade e trabalho escravo, os restos de barro moldado revolvidos pelos tractores espalham-se pelos campos como penhor daquilo que permanece para além de si mesmo, esgotados os motivos que o poderiam justificar. a lei e a língua. como se de césar não houvesse mais do que o nome do mundo. um nome de direito, um título de propriedade, a posse de uma terra prometida aos bárbaros. e o futuro é dos bárbaros. a dificuldade parece ser a de saber como devolver a césar o que lhe pertence.»

Autor(es)
Editora Edições Afrontamento
Local Porto
Ano 2011
ISBN / ISSN 978-972-36-1154-0
Idioma português
Tipo Livro
Onde Comprar