Contributos Modernista à Plasticidade Sonora do Documentário (1930-1940)

Introdução

O documentário sonoro resulta, não só das práticas pré-sonoras ou sonorizadas desenvolvidas em torno do cinema, envolvendo interpretações musicais ao vivo, a intervenção de um apresentador ou o uso de gravações, mas também de um conjunto de práticas sonoras desenvolvidas pelas vanguardas no início do século XX.

Vanguardas que recorrem a equipamentos fonográficos e cinematográficos para abordar a realidade, produzindo novas e experimentais modalidades de representação que remetem para noções de collage, de plasticidade e de montagem entre universo sonoro e visual.

Ano 2013
Tipo Artigo em jornal sem revisão por pares
Publicação International Journal of Cinema, 1
Páginas 189-201
Editora Debatevolution - Associação
Local Avanca
Ed/Org Philip Zitowitz / António Costa Valente
ISBN / ISSN 2182 - 2158
Idioma Português - Portuguese
Link Ver Link