Arte, Educação e Literatura: o regionalismo universal de Eli Brasiliense e Frei Confaloni

A presente dissertação aborda a temática das relações intrínsecas entre educação, artes visuais e literatura. Para desenvolvê-la optou-se por uma abordagem qualitativa, nos moldes da pesquisa bibliográfica. Foram analisados romances de Eli Brasiliense, bem como obras de Frei Nazareno Confaloni, bucando as ideias sobre o homem e a natureza, o mundo da escola, a religiosidade popular, o trabalho e a coragem do sertanejo e sua ligação com a terra. Para tal análise, foram utilizadas as referências de Cândido, Palacin, Olival, Borges, Cavalcanti e Sabino Junior. Como conclusão, percebeu-se que a cultura, como possibilidade de educação, vai além da arte-educação do ensino formal, e ainda que as linguagem da pintura e do romance estão interligadas e inseparáveis na formação humana. Por fim, a visão de arte moderna apresentada na fala dos personagens e na voz do narrador pode-se verificar nas pinturas de telas e afrescos do artista visual.

Palavras-chave: Literatura. Regionalismo. Educação. Arte Visuais.

Autor(es)
Ano 2012
Tipo Tese
Instituição Universidade Federal de Goiás
Grau Mestrado
Orientador(es) Monique Andries Nogueira
Idioma Português
Área Educação Artística