A PINTURA É UMA LIÇÃO

Aparentemente ambiciosa e arriscada no assunto a abordar, esta comunicação, com o título de A Pintura É Uma Lição, pretende suscitar alguma reflexão sobre um âmbito mais geral da pintura. De uma pintura considerada sem fronteiras, tendo em conta um conceito mais amplo da pintura onde se assume uma dimensão mais expandida ou distendida nos seus propósitos circunstanciais.

Tendo como ponto de partida o território, recíproco, da criação e da investigação em pintura, é nosso desejo sugerir a possibilidade do entendimento de que a pintura pensa e mostra, mostra e pensa.

Consequentemente, a ideia de que a pintura é construção e testemunho.

O mesmo que invenção e lição?

Permanece, portanto, a pergunta sobre a possibilidade da lição da pintura. Lição na sua acepção mais ampla e que permite, no registo da recepção da criação artística, constatar as acções de produzir, de contextualizar e de interpretar como sendo as necessárias à procura da transcendência da origem e do começo do processo da pintura. Este será provavelmente o lugar, por excelência, da lição da pintura: a lição do que se deseja saber mas que não se sabe.

Ano 2014
Tipo Publicação em Actas
Publicação Conferência Internacional AND PAINTING?
Editora FBAUL_CIEBA
Local Lisboa