A minha planta morreu

A minha planta morreu. A da Laura não, continua a crescer. Decidi, por isso, começar a registar o seu crescimento.

Esta série de desenhos intitulada A minha planta morreu, realizada entre as 9:30h do dia 22 de Fevereiro e as 22:30h do dia 1 de Março de 2013 (1 a 4 desenhos por dia), é o resultado do exercício a que me propus como resposta ao convite para expor no Estúdio UM, da Escola de Arquitectura da Universidade do Minho. Como não costumo desenhar, obriguei-me a fazê-lo disciplinadamente durante a semana que antecedeu a data de início da exposição. Tomei esta decisão imediatamente a seguir à decisão do que desenhar; e esta última imediatamente a seguir a ter feito um desenho para uma outra exposição — Assim espero que seja… (21/02/2013) —, que tinha como intenção evocar e dar continuidade a uma outra série de desenhos: Um dia com Laura… (23/10/2010). O tema principal mantém-se: a relação entre mãe e filha. Mas nos últimos desenhos, de 2013, a relação é apenas representada pelas suas representações: as plantas. Planta mãe, da mãe. Planta filha, da filha. Dois anos e meio depois a planta mãe já não existe, apenas o seu vaso. Dois anos e meio depois a planta filha existe e continua a crescer. Assim espero que seja.

A minha planta morreu, a representação de mim morreu. Mas a representação da Laura não, continua a crescer.

A empatia com o tema é óbvia, quase demasiado sentimental. Tento agora que escrevo, não o ser — até porque a relação afectiva com o referente (que me ajudou na decisão do tema) rapidamente se transformou quando comecei a desenhar; obrigou-me a gerir outras emoções — emoções resultantes de questões operacionais e pragmáticas.

Autor(es)
Ano 2013
Tipo Artigo electrónico, Outro
Publicação ENCONTROS ESTÚDIO UM. Temas e Objetos do Desenho., #4 Ilustração
Páginas 37-43
Editora Escola de Arquitectura da Universidade do Minho (EAUM) / Estúdio UM
Local Guimarães
Ed/Org Paulo Freire de Ameida, Miguel Bandeira Duarte e Daniel Silvestre Silva
ISBN / ISSN 2182-6749
Idioma Português
Link Ver Link