LABEA – Laboratório de Investigação em Educação Artística

O Laboratório de Educação Artística (LabEA) é um espaço de investigação experimental em diferentes contextos educativos (escolas, museus, comunidades e outras instituições) que procura desestabilizar rotinas e constrangimentos, através da criação de questionamentos, reflexões, partilha e discussão das práticas de terreno e da própria investigação.

O Laboratório estrutura-se em 3 áreas de intervenção:

  • investigação: a investigação é aqui entendida como processo de abertura a um repensar permanente das suas próprias questões e produtos gerados, numa relação que se pretende íntima com as práticas dos diferentes actores no terreno. O seu carácter experimental desloca os investigadores do Labea e os diversos agentes educativos para espaços metodológicos experimentais e disruptivos.
  • formação: configuram-se espaços de formação diversos que se materializarão em seminários, cursos, formação pós-graduada, conversas, residências e outros formatos baseados na investigação e na auscultação das principais dificuldades sentidas nos contextos investigados.
  • publicação e criação de materiais pedagógicos: Como componente fundamental do trabalho desenvolvido e do desenvolvimento da investigação, serão publicados os resultados das investigações em curso, dos projectos desenvolvidos e dos cursos de formação elaborados a partir da investigação. Os materiais a produzir estão abertos ao carácter experimental do laboratório.

Objectivos

  • Desenvolver projectos de investigação com diferentes escalas no campo da investigação de práticas em educação artística. O Labea operará a partir de um conjunto de micro-projectos estabelecidos no seu interior;
  • Desenvolver a investigação em educação artística numa relação directa e experimental com as práticas realizadas e a realizar dentro e fora de contextos institucionais;
  • Desenvolver metodologias experimentais de investigação e de acção em educação artística;
  • Desenvolver metodologias de avaliação em educação artística;
  • Perceber as relações entre as práticas artísticas e educativas;
  • Diagnosticar, analisar e intervir em contextos específicos no campo alargado da educação artística;
  • Construir posicionamentos questionadores e críticos face a práticas instaladas, envolvendo os profissionais, educadores no terreno em práticas de investigação que permitam questionar rotinas instaladas;
  • Desenhar ofertas formativas numa relação directa com a investigação no terreno;
  • Experimentar formas de intersectar a teoria e a prática no enfrentamento de realidades institucionais e culturais no campo da educação artística;
  • Explorar zonas de intervenção em educação artística desafiando as fronteiras estabelecidas e potenciando a produção de novo conhecimento;
  • Historicizar, a partir de uma postura contemporânea, o desenvolvimento do campo da educação artística e das suas práticas educativas;
  • Constituir um arquivo histórico e experimental de práticas em educação artística a nível nacional e internacional;
  • Problematizar e questionar o sentido e a pertinência de enunciados, materiais, formatos de acção no desenvolvimento de práticas em educação artística;
  • Explorar e experimentar em contextos de investigação-acção a repetição de enunciados, materiais e formatos pedagógicos já existentes e produção de novos;
  • Estabelecer uma rede local, nacional e internacional de investigação em educação artística.