WORD OF MOUTH * Nairy Baghramian

WORD OF MOUTH * ARTISTS BY ARTISTS
Nairy Baghramian

Aula Magna, FBAUP
11 de Março de 2014, 16 horas

Uma parceria com a Fundação de Serralves no âmbito do projecto SONAE/Serralves.

Projecto Sonae Serralves 2013/2014
12 de Junho a 12 de Dezembro 2014

O Projecto Sonae Serralves é um projecto bianual que pretende criar uma relação entre as artes visuais, a arquitetura e o meio ambiente tomando como ponto de partida o contexto do Museu Serralves e do seu Parque. Artistas com uma carreira reconhecida internacionalmente são convidados a oferecer uma perspetiva contemporânea sobre a escultura pública mediante a criação de peças para locais que beneficiam de grande visibilidade no relvado adjacente à entrada do Museu ou no parterre imediatamente em frente da Casa Serraves. Nesse contexto serão também convidados alunos de diferentes faculdades de Belas Artes em Portugal a trabalhar directamente com o artista a quem a obra foi encomendada na respectiva instalação, promovendo assim o diálogo artístico e incentivando a criação.

É neste enquadramento que Suzanne Cotter, comissária da 3ª Edição do Projecto Sonae / Serralves, convida Nairy Baghramian a conceber uma obra para Serralves.
A obra de Nairy Baghramian remete-nos de uma forma consistente para uma reflexão sobre as correntes modernistas do início do século XX e o modo como estas actuam nas questões actuais da materialidade da escultura contemporânea. Para Nairy Baghramian os espaços de exposição e os locais de implementação dos projectos são elementos conceptuais e estruturais no seu trabalho, tanto por via da sua história particular, como através das possibilidades interpretativas das formas por ela assimiladas e recriadas.

Nairy Baghramian nasceu em Isfahan, no Irão, em 1971, e vive e trabalha em Berlim desde 1985. O seu trabalho foi apresentado em inúmeras exposições individuais e colectivas reconhecidas internacionalmente. Destacamos as seguintes:
A recente exposição individual no Sculpture Center, Long Island City, Nova Iorque (2013), assim como a na Galerie Buchholz, Köln (2012), na Galeria de Arte Contemporânea de Vancouver (2012), na Neuer Aachener Kunstverein de Aachen (2008), no Staatliche Kunsthalle em Baden-Baden (2008), e no Kunsthalle Basel (2006). Das exposições evidenciam-se a sua apresentação com Phyllida Barlow na Seprentine Gallery em Londres (2010), seu trabalho na exposição Illuminations na 54ª Bienal de Veneza (2011), no Glasgow International Festival of Visual Art Temporary (2011) Glasgow, no Temporary Stedelijk 2 do Stedlijk Museum (2011), na Bienal de Berlim (2008) e no Sculpture Project Münster (2007). Em 2012 recebeu o Prémio Hector Kunstpreis, que contempla uma publicação de artista e uma exposição na Kunsthalle Manheim.