O LUGAR DO SOM NAS ARTES PLÁSTICAS

Hugo Oliveira
Artista, investigador e colecionador de música. O seu interesse por sons toma forma na seleção, coleção, dj, comercialização e investigação de qualquer formato físico e experimental onde o som pode ser identificado. Elemento da equipa de investigação da exposição “Musonautas, Visões & Avarias; 1960-2010 – 5 Décadas de Inquietação Musical no Porto” na Galeria Municipal do Palácio, Porto. Mestre em Artes Musicais pela FCSHUNL e licenciado em Artes Plásticas – Pintura pela FBAUP. Iniciou o doutoramento em Etnomusicologia na FCSHUNL com o tema “Editoras Luso-Africanas em Lisboa na década de 1970 – Edições Voz de Cabo Verde.”

Existe uma “arte sonora portuguesa” que fortalece o universo das artes plásticas e que presentemente anima relevantes debates académicos relacionados com a experimentação sonora, veja-se a recente exposição “Musonautas, Visões & Avarias. 1960-2010 5 décadas de inquietação musical no Porto”, na Galeria Municipal do Porto. Esta conversa entre Hugo Oliveira e Rui Torres estará circunscrita à produção artística em Portugal, e no Porto em particular, a partir da década de 1970. Irá incidir sobre alguns aspetos experimentais e intangíveis das práticas criativas que têm vindo a estimular uma interação inédita entre as várias áreas artísticas. Hugo Oliveira e Rui Torres irão dar visibilidade a um conjunto singular de referências que contribuíram, e que contribuem ainda, para o fomento de manifestações artísticas transdisciplinares, para a experimentação editorial e para o desenvolvimento de estratégias de divulgação deste fenómeno no tecido social e cultural em redor.

Extra-comentador convidado: Rui Torres, poeta/investigador e Professor Associado com Agregação UFP
Comentadora: Rute Rosas, Membro integrado i2ADS, Professora Auxiliar FBAUP
Estudante PhD: Bruno Ministro, candidato ao Doutoramento em Materialidades da Literatura da Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra

http://cem.fba.up.pt/

CEM — Corpo, Espaço e Matéria
Ciclo de encontros organizados por investigadores do i2ADS/FBAUP/ESMAE que acolhe artistas, especialistas e outros profissionais da cultura para debater metodologias artísticas e formas de pesquisa na interseção da arte e da sociedade. Cada Estação propõe um foco temático sugerido por um convidado e um extra-comentador e acompanhadas por investigadores do i2ADS. A participação de convidados e extra-comentadores, especialistas exteriores ao centro de investigação da FBAUP, realça o carácter científico destes encontros. Estes não são apenas uma conversa mas são um momento privilegiado de troca de ideias entre pares. Por isso o formato de cada sessão muda de acordo com os convidados, os extra-comentadores e a natureza das suas apresentações.

Organização de Rute Rosas e Sofia Ponte, investigadores integrados do i2ADS e docentes FBAUP.

Local Aula Magna, FBAUP
Data 19 de Novembro de 2018
Info Ciclo de Encontros i2ADS/FBAUP
2ª Feira, 18:00

cem.fba.up.pt