Morri, e agora? – encerramento

Termina no dia 6 de Junho, sexta-feira, o Encontro Kraft: morri, e agora?, no Museu da FBAUP, com três momentos:

15:00
Paula Pinto
“Aproximação ao arquivo de Ernesto de Sousa: história de uma obra que nunca existiu”

16:00
Guy Schraenen
“It is over but you don’t know it yet”

18:00
Pedro Centeno – Fantasma
“Percurso invisível”
conversa/concerto

A entrada é livre!

Sobre o encontro:

Para além de uma exposição em torno do livro e dos seus processos de produção, que vai ocupar o museu de forma contínua, nos dias 28 e 29 de Maio, o mesmo espaço terá a presença vários convidados, entre autores, distribuidores, colecionadores e outras pessoas implicadas nesses processos. A ideia é criar um espaço para a discussão em torno do tema através de diferentes perspetivas e abordagens. Este momento servirá também para apresentar publicamente o projeto Kraft e criar ligações com os vários intervenientes neste universo da edição de autor e do livro de artista.
Em simultâneo, uma feira de publicações irá ocupar os espaços próximos do Jardim das Belas Artes, possibilitando uma presença mais real do livro. Os estudantes da FBAUP e de outras escolas terão também oportunidade de participar com as suas publicações.

Este primeiro encontro Kraft servirá assim como ponto de partida para a criação do arquivo que é um dos objectivos do projecto. O título escolhido — Morri, e agora? — remete precisamente para a ideia de que um arquivo é como um mausoléu, um lugar onde as coisas são guardadas depois da sua morte, como relíquias. No entanto…

Mais informações em Kraft