José Maçãs de Carvalho “Arquivo e Memória: pensamento e prática artística”

Programação do
MESTRADO EM COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL
Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo
Campus da Asprela, Rua Drº Roberto Frias

DATA _sábado, 22 de novembro 2014
HORÁRIO_10:30H – 12:30H E 14:30H – 17.30H
SALA _EDIFICIO DA BIBLIOTECA CENTRAL /B3

Manhã: comunicação teórica do tema em torno do tema (Arquivo e memória) com slideshow e debate.

Tarde: Visionamento de 2 filmes incluidos no projecto prático do meu doutoramento: “Arquivo e Nostalgia”, HD, 18 minutos e “Arquivo e Domicílio”, HD, 5 min. Apresentação do livro “Unpacking: a desire for the archive”: livro-de-artista e corolário da investigação.

A comunicação contém referências teóricas sobre a problemática do arquivo, desde a questão originária da escrita como prótese do pensamento (Platão) e instrumento primordial para a inscrição no arquivo, até à ideia de que a própria imagem se indistingue da escrita na sua aparatosa exterioridade. A matriz estilística e conceptual desta investigação é o inacabado projecto de de Aby Warburg (1866-1929), “BilderAtlas Mnemosyne”. Concomitantemente, apresentam-se obras de expressão variada, que se constituem como campos meta-artísticos, que entram em relação, de forma remissiva com os conceitos teóricos que vão surgindo. Estas obras são encontradas nas artes visuais, no cinema e na literatura, para além de outras que se encontram em territórios de passagem, entre a arte e o documento.
Finalmente analisaremos vários projectos artísticos, por mim desenvolvidos entre 2010 e 2014, que tomam o meu arquivo fotográfico como sujeito da prática artística.

///////////////

José Maçãs de Carvalho (1960)

Doutoramento em Arte Contemporânea ( 2014) no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra.
Estudos em Línguas e Literaturas (1978-83) e Gestão de Artes (1997-98). Professor no Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra. Artista Plástico (fotografia e vídeo)
Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian , Fundação Oriente, Instituto Camões e Centro Português de Fotografia .
Em 2003 comissaria e projecta as exposições temporárias e permanente do Museu do Vinho da Bairrada, Anadia; em 2005 comissaria “My Own Private Pictures”, na Plataforma Revólver, no âmbito da LisboaPhoto.
Nomeado para o prémio BESPhoto 2005 (2006, CCB, Lisboa) e para a “short-list” do prémio de fotografia Pictet Prix, na Suiça, em 2008.
Organizou e concebeu, com A. Olaio, a exposição “My Choice – escolhas de Paula Rego na colecção do British Council”, para a Casa das Caldeiras, em Coimbra, em 2011.